WESP GARANTE MANUTENÇÃO DE 500 EMPREGOS E R$ 50 MILHÕES EM

Sombra horizontal g
  • 21/12/2020

WESP GARANTE MANUTENÇÃO DE 500 EMPREGOS E R$ 50 MILHÕES EM INVESTIMENTOS PARA O AGRO NA REGIÃO NORTE DO RS

Whatsapp image 2020 12 21 at 18.57.40

Créditos: Leonardo Rosa

O deputado estadual Mateus Wesp (PSDB) participou, na tarde desta segunda-feira (21/12), do ato de assinatura do protocolo de intenções com a GSI Brasil para fortalecer as atividades industriais da empresa no Rio Grande do Sul. Com unidades em Marau e Passo Fundo, no norte do Estado, a GSI fará investimento de R$ 50 milhões até 2026.

De acordo com o deputado Wesp, esse protocolo é importante para o setor do agronegócio, pois trará benefícios, principalmente, para a região Norte. Nos últimos meses o parlamentar havia realizado uma reunião com a empresa para dialogar com a diretoria a necessidade da mesma permanecer investindo no RS. A partir disso, Wesp e demais membros do governo do Estado começaram a criar este protocolo que foi assinado hoje.  “Trabalhei junto ao governador Eduardo Leite no protocolo de intensões que foi assinado com a GSI. Ele garante que a empresa invista até 2026 R$ 50 milhões em RS.

Há mais de 40 anos no mercado, a GSI é uma empresa do grupo AGCO que atua nos segmentos de equipamentos para armazenagem de grãos e também no segmento de equipamentos para produção de proteína animal. O objetivo é melhorar e ampliar a infraestrutura produtiva envolvendo máquinas, equipamentos e estruturas físicas para a continuidade das operações da empresa no Estado. Além disso, a GSI se compromete com a manutenção de cerca de 500 empregos diretos.

 “Quero agradecer pela renovada confiança no nosso Estado e dizer que grande parte do esforço do nosso governo é para criar melhores condições para que o RS seja atraente para investimentos. Não apenas para trazer empresas, mas para oferecer um melhor ambiente para as que aqui já estão. Estamos num grande esforço de equilíbrio fiscal e trilhando uma nova trajetória a partir de reformas. Esse acordo que firmamos, mediante compromissos mútuos, vai dar uma grande colaboração para a nossa economia e para a vida de gaúchos e gaúchas. Espero que possamos seguir com essa parceria para viabilizar novos investimentos, novas façanhas”, destacou o governador.

Em contrapartida aos investimentos da empresa, o governo se compromete a elaborar uma minuta de projeto de lei para a criação de uma política de incentivo a armazenagem de grãos no Estado. Com o objetivo de fomentar a indústria de silos, o texto permitirá a transferência de saldo credor acumulado pelas empresas.

O governo estadual também assegura o diferimento do pagamento do ICMS devido nas aquisições de fornecedores localizados no Rio Grande do Sul de máquinas e equipamentos industriais, bem como acessórios e ferramentas. O diferimento também se aplica nas importações dos mesmos produtos, no caso de não haver similar fabricado no Estado.

Além disso, a Secretaria da Fazenda isentará do pagamento do diferencial de alíquota do ICMS relativo às aquisições destes itens vindos de outros Estados, desde que não incidente a alíquota federal de 4%.

Além de todos os benefícios firmados no protocolo de intenções, o setor de fabricação de silos para armazenagens de grãos é favorecido, desde o ano passado, pela redução da carga tributária de 18% para 12% nas aquisições internas do aço, conforme medida introduzida pelo Decreto nº 54.936/19.

O documento foi assinado pelo governador Eduardo Leite, os secretários da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso, e de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Rodrigo Lorenzoni, no Palácio Piratini, com a participação de representantes da empresa por videoconferência.

Sobre a GSI

No Rio Grande do Sul, as unidades produtoras da GSI ficam nas cidades de Marau e Passo Fundo. A GSI fatura anualmente cerca de R$ 300 milhões nas unidades do Estado e emprega cerca de 500 colaboradores, contribuindo na geração de emprego e renda para a região Nordeste.

GALERIA DE FOTOS:

Por Equipe Wesp