Wesp afirma que Reforma Tributária vai melhorar o ambiente de negócios

Sombra horizontal g
  • 09/09/2020

Wesp afirma que Reforma Tributária vai melhorar o ambiente de negócios e manter os serviços públicos

Líder tucano foi um dos participantes do Tá na Mesa virtual promovido pela Federasul

Whatsapp image 2020 09 09 at 12.52.54

Créditos: Reprodução

O "Tá Na Mesa", da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul), reuniu nesta quarta-feira (9) deputados de diferentes partidos para debater os três projetos de lei que compõem a Reforma Tributária RS, proposta pelo governo Eduardo Leite. O líder da Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, deputado Mateus Wesp, foi um dos debatedores do encontro virtual da Federasul e procurou esclarecer pontos da reforma, além de desfazer "mitos" criados em torno das matérias em tramitação no Parlamento. 

Wesp destacou que a reforma não foi proposta com o objetivo de aumentar impostos e carga tributária. O parlamentar observou que o Estado terá perdas na arrecadação e busca com essas mudanças estabelecer um caminho para impulsionar o desenvolvimento, por meio de sistema tributário mais justo. 

Segundo Wesp, a Reforma vai adequar o sistema tributário visando proporcionar um ambiente mais atrativo para negócios e ao mesmo tempo dar sustentabilidade ao financiamento da qualificação dos serviços públicos, favorecendo toda a população. O deputado disse que o governo está aberto ao diálogo e já está promovendo alterações solicitadas por entidades.

Entretanto, Wesp ressaltou que a não aprovação da reforma resultará no "caos dos serviços públicos", pois o Estado abrirá mão de quase R$ 3 bilhões de receita. "Se simplesmente deixarmos a arrecadação do Estado cair, sem que seja feita uma readequação do sistema tributário, teremos o caos na oferta dos serviços públicos básicos de atendimento à população, como Saúde, Educação, Segurança e Infraestrutura", pontuou.

Além de Wesp, participaram do debate os deputados Giuseppe Riesgo (Novo), Luiz Fernando Mainardi (PT), Sérgio Turra (PP) e Vilmar Zanchin (MDB). A Reforma Tributária estadual está na pauta de votação para o dia 16 de setembro.

Texto: Luís Gustavo Machado (Jornalista – MTE 15280)

Por Equipe Wesp